Hot!

Intolerancias religiosas e imigração forçada tem registros históricos

Você concorda com as guerras religiosas e com a intolerância quanta a escolha da pessoa pelo seu credo religioso? Saiba que isto não é novo, e puxando o fio da meada da história, tem uma que durou trinta anos. A disputa teve rivalidades religiosas, dinásticas, territoriais e comerciais, nada muito diferente de hoje.

O legal quando se estuda a genealogia de uma familia, descobre-se histórias interessantes, esta afetou um ramos de meus ancestrais, mais especificamente os Neufang (Hans e seu filho Veit). Veit Neufang era casado com Eva Kornbacher. Com a Guerra dos Trinta Anos de fundo, a familia Neufang teve seu filho Ruprecht envolvido no conflito. As perseguições a familia Neufang eram claras, em um reino dominado pela dinastia Habsburgos, de forte influência católica, eles eram luteranos. O resultado é que imigraram para o sul da Alemanha, onde a posterior, uma mulher da familia (Maria Katharina Neufang) casou-se com Hans Peter Volz (um dos meus ancestrais)

A Guerra dos Trinta Anos (1618-1648) é a denominação genérica de uma série de guerras que diversas nações européias travaram entre si a partir de 1618, especialmente na Alemanha. Recentemente foram achadas ossadas de soldados que lutaram nesta guerra. 

Arqueólogos alemães divulgaram a descoberta de artefatos e ossadas de soldados que lutaram na Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), na cidade de Stralsund. As informações são da agência EFE.
Foto: EFE
De acordo com os especialistas, os militares pertenciam ao regimento de Wallenstein e esta é a primeira vez em que se encontram ossadas de guerreiros enterradas junto com suas armas.