Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Stille Nacht, noite feliz

Era 24 de dezembro de 1818 em uma pequena vila austríaca chamada Oberndorf, poucas horas antes do Natal o  pastor Joseph Mohr teve que improvisar uma forma alternativa de fazer que sua  cerimônia de natal não fosse perdida .
Seus planos musicais para o culto na igreja à noite foram arruinadas já que o órgão de sua igreja (São Nicolau Kirche) havia quebrado recentemente devido a uma inundação recente do rio nas proximidades. 
O que ele poderia fazer? Em um momento de inspiração, ele agarrou um poema de Natal que ele havia escrito dois anos antes e rapidamente partiu para a aldeia vizinha, onde seu amigo Franz Gruber, o organista de igreja, vivia. 
Acredita-se que Franz Gruber foi capaz de produzir em que noite, em apenas poucas horas, a primeira versão do hino de Natal do mundo renomado "Stille Nacht", escrito como um acompanhamento da guitarra. 
Fonte:  About.com German Languague
Acompanhem a música no vídeo abaixo 


O Tannenbaum, o pinheiro de natal

Para os descendentes de alemães esta época de natal, nada mais significativo que as tradicionais canções, colocarei (hoje e amanhã) as minhas preferidas: O Tannenbaum (Pinheirinho de Natal) e Stille Nacht (Noite Feliz).

A árvore de Natal moderna surgiu na Alemanha e suas primeiras referências datam do século 16. Para os alemães, independentemente da religiosidade de cada um, a árvore de Natal é um símbolo de paz, tranqüilidade e introspecção. Quando se pergunta às pessoas sobre o motivo de tal ligação com o pinheiro natalino, a resposta é quase sempre a mesma: o Natal é uma festa das crianças. E dela faz parte a árvore, que alegra as crianças. Para os adultos, o pinheiro enfeitado suscita ternas recordações da infância…  (fonte: Deutsche Welle
Claro que não basta apenas falar, vamos ouvir a canção na voz dos tenores Placido Domingo, José Carreras e Luciano Pavarotti (vídeo abaixo)