23 de jan de 2011

O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...
Mário Quintana
Aproveitando a frase do Quintana para mostrar a nossa resistência em continuar "cultuando" valores alemães, trazidos aqui pelos imigrantes na sua jornada épica cruzando o Oceano e vindo para a "terra brasilis".  E estes ensinamentos mantidos de pai para filho, de geração em geração, modificou muito ao longo do tempo, sofrendo interferencia da convivência com novas culturas e povos. 

Mas ainda assim, muitos dos costumes, expressões, dialetos, festas  continuam vivos na alma e no dia a dia de nossos descendentes.

E o povo se mantem na memória dos museus, da palavra falada, dos material audiovisual e todo o objeto que o faça lembrar que, sim , ele é alemão, mesmo que tenha nascido em outro país.

Achei interessante divulgar este trecho do artigo da Deutsche Welle sobre as fontes de pesquisa da genealogia alemã:

Martin Luther by Lucas Cranach the Elder, pain...Martin Luther - Image via WikipediaUm site da Paróquia Martin Luther traz informações sobre os primeiros pastores protestantes vindos da Alemanha e as primeiras comunidades evangélicas que deram origem à Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil. Ele contém ainda a relação dos navios que trouxeram imigrantes alemães ao Brasil entre 1824 e 1830 e um "mural dos antepassados".

O Colégio Alemão de Genealogia e a Associação Brasileira de Pesquisadores em História e Genealogia, por sua vez, congregam vários estudiosos da imigração. Esta lista ficará necessariamente incompleta, uma vez que as fontes são muitas. Mas no tocante à internet, é digna de nota a Brazilgenweb, que promete as "mais completas dicas de genealogia na internet" e cumpre realmente.

Seu projeto Imigração Alemã  traz uma cronologia da colonização alemã desde Nova Friburgo e Ilhéus (1818), passando por vários estados brasileiros, páginas dedicadas às colônias, relação de famílias alemãs com suas histórias na rede e vários links para quem quiser conhecer mais detalhes da história da imigração e procurar suas raízes alemãs.

Artigos Populares

Arquivo do blog

Lista de Blogs