Header Ads

Os vinhos do Reno, qualidade e satisfacao

Colheita da uva em Rheingau
Quando o inverno chega, a boa dica, pelo menos em solo gaúcho é degustar uma bela taça de vinho, talvez  degustando cabernet sauvignon, mas provavelmente tomando um belo vinho branco renano. Vamos conhecer um pouco melhor esta qualidade de bebida tão apreciada.  

O vinho do Reno é essencialmente vinho branco, mas isto não foi sempre assim: inicialmente, a maior parte do vinho produzido na região era tinto e só aos poucos é que o vinho branco foi se firmando como um produto tipicamente renano. A partir daí, a produção de vinho tinto foi desaparecendo aos poucos, resistindo apenas no Vale do Ahr, um afluente do Reno, e na região da cidade de Assmannshausen, além de uma outra área em Ingelheim, a nordeste de Mainz. Nos últimos anos, contudo, nota-se uma tendência de retomada da produção de vinho tinto.
A vinicultura de exportação atingiu seu apogeu antes do início do turismo, no século 18. Hoje, o consumo do vinho na própria região de produção e na Alemanha em geral é tão alto que apenas um volume relativamente pequeno sobra para a exportação, apesar dos progressos alcançados em termos de produtividade. Na Idade Média, produziam-se 20 hectolitros de vinho em cada hectare de vinhedo. Hoje, a média é de aproximadamente 100 hectolitros por hectare.
O trecho vinícola do Reno alemão está situado principalmente entre as cidades de Mainz e de Colônia, com o aproveitamento intensivo de todas as encostas de morro à margem do rio para a plantação de vinhedos. O vinho produzido é muito controlado pelas autoridades alemãs, principalmente no que diz respeito à classificação da sua qualidade.
Os vinhateiros mais importantes ou as cooperativas vinícolas mantêm adegas, onde servem seu próprio vinho e, às vezes, ministram cursos sobre tipos e qualidades de vinhos. A prova de vinho numa dessas adegas é, para a maior parte dos turistas que visita o Vale do Reno, um dos pontos altos da viagem pela região.
Na cidade de Rüdesheim, a viela denominada Drosselgasse é um dos centros de tais adegas e constitui uma das maiores atrações turísticas do Reno.

2 comentários:

  1. Olá amigo Geraldo!
    Um vinhozinho eu não dispenso... com moderação, obviamente. ;-)
    Gostei da dica (pois certamente vou apreciar assim que tiver uma oportunidade) e das informações.
    Grande abraço, Fernandez.

    ResponderExcluir
  2. Geraldo, se me permite aqui vai uma dica: mantenha uma xícara de uvas verdes no congelador . Elas vão congelar em pequenas bolas de gelo que não só vão refrigerar o vinho rapidamente, isso não irá afetar o sabor do vinho,e vai ficar divertido :) Além disso, as uvas e vinho são o par perfeito :)
    Experimente!
    (estamos a falar de vinho branco)
    Eninha Campos

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentario!!! Volte Sempre!!!

Tecnologia do Blogger.