Pular para o conteúdo principal

Filosofo das Contradições morreu há 150 anos..


Em 21 de setembro de 1860 morria em Frankfurt am Main  um dos mais influentes pensadores do século 19. Uma figura marcada por contradições e anedotas, porém sem a qual Wagner, Nietzsche e Thomas Mann seriam impensáveis. 
Obit anus, abit onus: A velha morre, a carga se vai.
A frase consta do livro de contas de um certo senhor alemão do século 19. Mais de 20 anos antes, ele machucara seriamente, numa briga, o braço de uma costureira, sendo condenado a pagar-lhe uma pensão vitalícia. Agora, por fim, com a morte da ex-vizinha, a despesa estava quitada.
Arthur Schopenhauer em 1859
Tanto a história como seu final não soam nada nobres, muito menos para um filósofo. No entanto, assim era Arthur Schopenhauer (1788-1860): um homem de extremos e contradições.
Teoria e prática
Nos atos, um Don Juan, nas ideias, um misógino, seu julgamento sobre o matrimônio era sumário: "Casar-se significa agarrar um saco, de olhos vendados, e rezar para que se ache uma enguia em meio a um monte de cobras". Além disso, por melhor que um casamento fosse, ele sempre resultava em "reduzir à metade os próprios direitos e duplicar as obrigações".
Em contrapartida, Schopenhauer foi um dos primeiros europeus a se baterem pelos direitos dos animais. E admirava os vegetarianos da Índia, embora ele mesmo comesse carne e estivesse longe de ser um asceta.
Nascido em 22 de fevereiro de 1788 em Danzig (hoje Gdansk, na Polônia), Arthur Schopenhauer cresceu em Hamburgo e conheceu a Europa viajando com seus pais. Assim descreve o biógrafo Rüdiger Safranski a trajetória do pensador:
"O pai, um rico empresário, queria que ele fosse comerciante. Schopenhauer tornou-se filósofo, beneficiando-se da morte do pai e com a ajuda da mãe, que ele mais tarde trataria como inimiga". Fato é que a fortuna herdada permitiu ao solteirão viver para a filosofia, e não dela, como os professores universitários que ele tanto odiava.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casa em estilo enxaimel, tipicas construções alemãs

Estilo Enxaimel
“O Enxaimel, ou Fachwerk (originário de “Fach” assim denominavam o espaço preenchido com material entrelaçado de uma parede feita de caibros), é uma técnica de construção que consiste em paredes montadas com hastes de madeira encaixadas entre si em posições horizontais, verticais ou inclinadas, cujos espaços são preenchidos geralmente por pedras ou tijolos. 
Os tirantes de madeira dão estilo e beleza às construções do gênero, produzindo um caráter estético privilegiado. Outras características são a robustez e a grande inclinação dos telhados. Na adaptação do enxaimel às características climáticas da região, foi necessária a implantação, por conta da elevada umidade local, de uma estrutura feita de pedra que sustenta as construções evitando que a madeira se molhe.
Casa em estilo enxaimel
As casas no chamado estilo enxaimel são uma das principais atrações turísticas em qualquer região de colonização alemã. Quando os primeiros alemães chegaram ao Brasil, a arqu…

Canção de Ninar em alemão

Esta linda canção de ninar, traz-me lembranças, na minha infância eu escutava ela.. é tão melodiosa e tranquila, parece uma linda prece. Trouxe aqui a letra e música (com tradução) em um vídeo emocionante de Vicky Leandros.

Guten Abend, Gute NachtCanção infantil Guten Abend, gut' Nacht!
Mit Rosen bedacht,
mit Näglein besteckt,
schlupf unter die Deck'!
Morgen früh, wenn Gott will,
wirst du wieder geweckt,
morgen früh, so Gott will,
wirst du wieder geweckt.
Guten Abend, gut'Nacht!
Von Englein bewacht,
die zeigen im Traum
dir Christkindleins Baum,
Schlaf nun selig und süß,
schau im Traum's Paradies,
schlaf nun selig und süß,
schau im Traum's Paradies.

Tradução:

Boa noite, boa noite!
preocupado com as rosas,
corados com cravos,
deslizar sob o cobertor!
Amanhã de manhã, se Deus quiser,
você vai acordar mais uma vez,
amanhã, se Deus quiser,
você vai acordar mais uma vez.
Boa noite, boa noite!
guardada por anjos,
o show em um sonho
seu filho Jesus
Durma agora de…

Dia da Unidade Alemã

3 de outubro é o Dia da Unidade Alemã e é dia de todo alemão comemorar. Há 26 anos, a Alemanha se reunificava, um ano após a queda do muro de Berlim, dando um fim à divisão do país ocorrida depois da Segunda Guerra Mundial. Por isso, hoje é feriado nacional na Alemanha.

Dresden, Capital da Saxônia é apreensiva anfitriã da cerimônia pela reunificação da Alemanha, centenas de milhares são esperados. Mas atos xenófobos mancham sua imagem, e o medo de atentados norteia as medidas das autoridades.
Apesar do devastador bombardeio no fim da Segunda Guerra Mundial, a cidade de Dresden, no Leste da Alemanha, tem muita beleza arquitetônica a oferecer. Dois de seus mais imponentes edifícios estão em foco nesta segunda-feira (03/10), quando o país comemora o 26º aniversário de sua reunificação pacífica.
Na igreja Frauenkirche – símbolo da cidade, reconstruído com baita engajamento por parte dos cidadãos – é celebrado um culto ecumênico. Na Semperoper, uma das mais famosas casas de ópera do mundo…