31/05/2010

Gastronomia Alemã - Eisbein e Kassler

Publicado  segunda-feira, maio 31, 2010  |  em  Culinária

Alguns amigos gostaram do Jantar Alemão, brincadeira feita por amigos do diHITT, só que como quem não é familiarizado com a culinária alemã, não entende os termos utilizados lá no cardápio. Para esclarecer, procurei as receitas citadas, mas precisamente o Eisbein e Kassler. Achei uma dica de Eisbein do Sérgio  Lüdtke publicada aqui  e do Eisbein ou Kassler da Patricia Lundgreen publicado aqui . Vamos às receitas :

Eisbein, chucrute e klöss (Sérgio Lüdtke)


Esse prato da foto é um espetacular Eisbein com klöss e chucrute, prato típico da região da Bavária que é bem fácil de reproduzir por aqui.

Klöss é esta bola redonda e amarelada que aparece na foto e que parece uma batata

Na verdade é uma batata reconstituída. Minha mãe costumava prepará-lo em bolas menores, bem ao estilo do nhoque, quando eu era criança. O preparo é semelhante, você cozinha a batata, depois ela é amassada como se fosse virar purê e a ela são juntados ovo e farinha. Amasse bem essa mistura e faça bolas que devem ser levadas à água fervente. Quando elas subirem para a superfície podem ser retiradas.

O Eisbein, o popular joelho de porco, pode ser assado ou cozido. Para fazê-lo cozido, lave-o bem e cozinhe por cerca de 1h30 a 2h numa panela com água, duas cebolas cortadas em pedaços grandes, 2 folhas de louro, 4 grãos de pimenta preta, 4 grãos de zimbro, 2 folhas de louro, 1 pitada de açúcar e sal a gosto. 

Kassler ou Eisbein com chucrute (Patricia Lundgreen)

02 Kassler (carré de porco defumado) ou 01 Eisbein (joelho de porco defumado)
 
01 lata ou vidro de chucrute (cerca de 500 g)
 
02 folhas de louro
 
03 fatias de abacaxi em calda doce
 
A gosto pode se utilizar pimenta em bolas ou zimbro.

Junte todos os ingredientes em uma panela com um pouco de água, tampe, leve ao fogo médio por aproximadamente uma hora ou até que a carne se desprenda do osso.

Sirva com batatas inteiras, cozidas com pele e só descascadas na hora de servir, ainda quentes.

 

Share this post

Quem Escreveu : Geraldo Voltz Laps

Realiza Estudo e Pesquisa de Genealogia e Imigração Alemã para o RS. Obrigado pela visita e pedimos que você deixe o seu comentário antes de sair. Google+.

6 comentários:

  1. Humm...fiquei com água na boca agora.
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante, mais não aguçou meu paladar, sou meio chatão para comida.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  3. Amigo Geraldo, sendo bem sincero, houve alguma melhoria no aroma do chucrute? Porque uma vez fui almoçar numa colonia alemã aqui. E quando me mostraram o chucrute, passei mal com aquele cheiro azedo. Fora o chucrute, eu curto o restante da culinária alemã.
    abçs

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto muito, afinal, minha mãe é alemã. Chucrute... nem sei o que dizer, pq já comi e gostei, já comi e detestei. Tem um lugar aqui perto de casa que algumas vezes faz Kassler, ra-zo-a-vel. Mas dá para o gasto. No ultimo dia que estive na Alemanha, fomos a um restaurante tipicamente alemão, nossa... o prato era um "pratão", mal acreditei que tinha aquilo a enfrentar e rezei que nas proximas 48 horas eu continuasse inteira para regressar ao Brasil.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a receita! Na verdade a palavra "chucrute" é desconhecida para os alemães, o nome correto é "Sauerkraut". Lá, também aprendi o preparo do Klöße de outra maneira, mas isso depende mesmo da região da Alemanha cada uma tem sua variante.

    ResponderExcluir
  6. nice idea..thanks for sharing....

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentario!!! Volte Sempre!!!

Copyright © 2013 Familia Voltz. Blogger Template by Bloggertheme9
Proudly Powered by Blogger.
back to top