1 de nov de 2010

A reforma luterana : contexto historico

Ontem (31/10) foi dia da Reforma Protestante, mas como o contexto aqui no Brasil, estava voltado para as eleições presidenciais, preferi escrever hoje, dia 01. Dentre reformas religiosas no âmbito cristão, a Reforma Protestante do século 16 é a que mais impacto trouxe na história do ocidente cristão. 

Na visão protestante, 31 de outubro de 1517 é a data fundante em que ideias de protesto eclesial e reformismo religioso são tornados públicos. Inaugurava-se um novo momento na história eclesial, sendo que o teólogo e padre Martinho Lutero se tornou um dos expoentes mais incisivos dessas ideias. É neste dia que ele afixa suas 95 teses na porta do Palácio de Wittenberg, marcando o começo da Reforma Protestante na Alemanha

Ao longo dos séculos, a forma oficial de vivência da fé cristã fora se desgastando e, em muitas compreensões, afastando-se da novidade original advinda de Jesus de Nazaré. O surgimento de ordens religiosas, que se retiravam a monastérios ou conventos, pode ser compreendido como protesto às práticas vigentes na Igreja. A seu modo, essa retirada buscava o resgate do sentido supremo da pregação e missão cristã. Uma primeira cisão de maior impacto na Igreja veio a surgir por volta de 1059, com a formação da Igreja Católica Ortodoxa, independente do papado romano.

Para quem quiser entender o contexto histórico da Reforma recomendo assistir o filme Lutero e ler o outro artigo que fiz a respeito : Lutero e venda das cadeiras no céu

A familia Voltz desde sua origem (em minhas pesquisas genealógicas data de 1510) era  luterana, mantendo-se assim na sua integralidade até o século XX, onde já ocorreram vários casamentos mistos (luteranos com católicos e outros credos religiosos).

Com informações do site  A Noticia  

Um comentário:

Obrigado pelo seu comentario!!! Volte Sempre!!!

Artigos Populares

Arquivo do blog

Lista de Blogs