Header Ads

Budapeste, a cidade rainha do danubio


No primeiro artigo do blog,  expliquei porque os Volz (Alemães) e os Voltz(Brasil) são aparentados. Assim começamos a viagem de mais de 500 anos desta familia. Ao longo destes cinco séculos, muitas familias cruzaram a história com os Volz. E invariavelmente eram todas de confissão (religião) luterana. 

Isto até Júlio Voltz casar com a católica, de descendencia hungara, Maria Schetinger, filha de imigrantes de Budapeste, a cidade rainha do Danúbio, é nela que vamos falar hoje.

Foto:  Imagens & Viagens
No lado direito do rio Danúbio vê-se Peste. No lado esquerdo está Buda. Oficialmente unidas desde 1873, as duas formam a cidade que ficou conhecida como Rainha do Danúbio. Com uma história conturbada, de invasões e lutas, ela agora está mais bela do que nunca. Arte, cultura, arquitetura, culinária e ricas tradições fazem da capital da Hungria um convite irrecusável.  


Construídas sobre as ruínas da cidade romana de Aquincum, os antepassados dos Húngaros modernos foram os magiares, que na altura habitavam a região e que fundaram no ano 1000 a Hungria, que teve como primeiro rei Esteban I. Em 1241, a invasão mongol quase que destruiu todos os edifícios construídos, e no ano de 1401 a sede da monarquia já se localizava na cidade de Buda.

A fusão definitiva entre as cidades que compõem Budapeste ocorre no ano de 1873, em que as cidades de Buda, Peste e Óbuda se uniram. Anos mais tarde, durante a Segunda Guerra Mundial a cidade fica parcialmente destruída pelos bombardeios dos aliados.


Abaixo, um vídeo com os cinco melhores lugares para você visitar em Budapeste.




 

Nenhum comentário

Obrigado pelo seu comentario!!! Volte Sempre!!!

Tecnologia do Blogger.