Header Ads

Familia Voltz e o caminho de Jacobina

Caminho no Morro Ferrabraz
Foto: Stephany Sander / Especial / CP
A história de Jacobina Mentz Maurer é seguidamente recontada e cada vez mais olhamos para o passado, vendo que escuridão do comportamento humano trouxe uma carga imensa de preconceito contra uma mulher que lia a Biblia e indicava a utilização de ervas medicinais (a atual fitoterapia) para vários problemas fisiológicos e também para a saúde mental. 

Por este motivo foi taxada de "bruxa" e os adjetivos desonrosos, li desde o livro do padre católico Ambrosio Schupp até a escritora Janaina Amado que retirou toda a carga pejorativa que representava toda a sua descendencia e seus parentes. 

Toda esta carga dramática foi representada no artigo que reproduzi do Instituto Jungiano do RS - Muckers, uma abordagem psicologica e bendita, reproduzo pequeno trecho abaixo

"...Alguns acadêmicos, no desenvolvimento de suas pesquisas sobre o movimento, sentiram enorme dificuldade e em alguns casos total impossibilidade de entrevistar familiares de Mucker que ainda vivem na região.

Todos esses fatos denotam como essa “ferida” histórica se manteve viva, mesmo depois de tantos anos. O mito perpetuou-se através do tempo, e segundo a historiadora Janaina Amado, até hoje é um assunto maldito e sinônimo de horror e vergonha para muitos.


Conscientes do sofrimento que essas visões parciais e distorcidas causaram ao longo dos anos nessas pessoas e nessa comunidade, evidenciaremos aqui uma outra face dessa história: o lado “bem dito” dos Mucker..."

O Jornal Correio do Povo em sua edição on-line de 21/02/2014 fala sobre o caminho de Jacobina :

".. Um passeio voltado para a história de Sapiranga tem atraído cada vez mais turistas. Criado em 2001, o roteiro Caminhos de Jacobina busca contar a história dos Muckers, episódio que inspirou o filme “A Paixão de Jacobina.."

"..O roteiro começa pelo cemitério Amaral Ribeiro, onde está situado o túmulo com um obelisco com o nome de quatro moradores que morreram no conflito contra os Mucker, em 26 de julho de 1874. “Através das lápides do século XIX, podemos observar traços culturais e religiosos da comunidade, que têm escritas em alemão”, salienta o historiador. Já a estátua do Coronel Genuíno Sampaio, junto à sede da Associação Gaúcha de Voo Livre, marca o local onde se travaram duas batalhas entre soldados e integrantes do grupo de Jacobina. A estátua foi construída em 1931 e inaugurada em 1932..." 

"...A Escadaria da Pedra Branca também pode ser visitada durante o trajeto e marca um dos locais onde Jacobina realizava atos que acreditavam ser de cura para enfermos. Mas é o museu Adolfo Evaldo Lindemeyer, antiga Estação Ferroviária da cidade, que abriga todo o acervo sobre o município e o episódio dos Muckers...." 

Para quem quiser entender mais leia nosso artigo Morro Ferrabraz e os Muckers

Nenhum comentário

Obrigado pelo seu comentario!!! Volte Sempre!!!

Tecnologia do Blogger.